“E luziam as estrelas” [tradução]

“E luziam as estrelas,
E perfumava a terra,
Rangia o portão do horto
E um passo roçava a areia.
Ela entrava, perfumada,
E me caia nos braços.
Oh! Doces beijos, lânguidas caricias,
Enquanto eu, tremendo,
As belas formas despia dos véus.
Esvaneceu-se para sempre o sonho meu de amor.
A hora fugiu,
E morro desesperado,
E morro desesperado!
E nunca amei tanto a vida!”

Original, da ópera “Tosca”, de Puccini: https://www.youtube.com/watch?v=1BalPt1E-Yo